LPO é a abreviatura de Levantamento de Peso Olímpico e tem sido uma pratica de treino muito utilizada, pois é um dos movimentos mais executados no CrossFit. Tem o objetivo de melhorar força, aumenta o desempenho, velocidade, flexibilidade e potência.

Qualquer pessoa pode fazer, sendo que a progressão é feita individualizada para cada pessoa, por ser um trabalho contínuo, devagar e repetido.

O LPO trabalha, basicamente, dois movimentos: um de arranque e o outro de arremesso, com o objetivo de tirar a barra do chão e coloca-la acima da cabeça, depois o praticante entra por debaixo da barra, colocando-a sob a cabeça com os braços estendidos e finaliza parado em pé, ficando assim, por alguns segundos.

Em um artigo científico do Centro Universitário de Belo Horizonte, publicado na Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício – RBPFEX, fica comprovado a segurança do LPO.

Neste trabalho, os autores afirmam que: a prescrição de exercícios de LPO ainda é fruto de preconceito, principalmente pelo fato de ser especulado que seja altamente lesivo, no entanto, não são reportadas evidências científicas comprovando que os exercícios de LPO sejam mais lesivos, do que os de outras modalidades esportivas, como ginástica, basquete, futebol americano e rugby.

RBPFEX

Eles ainda explicam que: na verdade, as lesões decorrentes do treinamento de LPO são similares as de outros esportes. A maioria se concentra nas costas, nos joelhos e ombros e decorrem, com maior frequência, de torções e tendinites. E que prática do LPO é totalmente segura, podendo ser recomendada tanto para crianças quanto para indivíduos mais velhos.

O LPO também pode ser uma alternativa interessante, conforme explica o estudo, tanto para o emagrecimento, quanto para incremento da massa muscular. Já é bem estabelecido que o aumento da massa magra contribua diretamente para o emagrecimento, aumentando a taxa metabólica de repouso e por consequência acelerando o metabolismo.

Outra maneira seria pelo aumento do consumo de oxigênio pós-exercício, diversos fatores, tais como a intensidade, o volume, a manipulação da pausa (densidade), a velocidade de execução, massa muscular envolvida e até o número de sessões.

O estudo conclui que de acordo com os resultados é possível afirmar que o LPO é totalmente seguro quando bem aplicado, com orientação de um profissional e pode ser recomendado e praticado por qualquer pessoa, com diferentes objetivos dentro do processo de treinamento.

Centro Universitário de Belo Horizonte
Treino Funcional.
Equipamentos Ultrawod.