Cross Fit health

O blog.ultrawod foi até os Estados Unidos para conversar com o coach Renato Rodrigues. Ele nos contou um pouco sobre a sua trajetória dentro do CrossFit®️ e como está o mercado americano.

Renato, natural de São Carlos, interior de São Paulo, mas hoje cidadão Australiano, nos conta que praticamente nasceu dentro de uma academia de ginastica. Em 1977 o pai abriu uma escola de natação e logo após, uma academia de ginástica, que é o negócio da família até hoje.

Além de administrar a academia juntamente com o pai, no final dos anos 90 começou a dar aulas de ginastica em grupo de Body Systems. Mas em meados de 2005 tudo mudou. O pai veio a falecer e foi um baque muito grande para Renato, foi neste momento que deixou tudo para trás e se mudou com a esposa e o filho, então com 3 anos para a Austrália.

Mesmo sem saber inglês, mas com espírito muito curioso e vontade em estar entre os melhores, em 2011 teve o primeiro contato com o mundo CrossFit®️, foi quando assistiu o desempenho de atletas veteranos de CrossFit®️ Games como Rob Forte, sete anos campeão e Kara Webb, veterana de seis anos e foi amor à primeira vista.

A partir deste momento, e já sabendo falar inglês procurou todos os cursos e materiais possíveis do esporte e cada vez mais estar perto de atletas de game e coachs. Durante cinco anos se dedicou a se especializar com os melhores da Austrália, treinou por 2 anos com a Tia Toomey, tendo contado direto com o seu coach Drew.

O CrossFit®️ Games mudou a sua forma de estudar, trabalhar e estudar a atividade física.

Renato Rodrigues

Em 2016 teve que voltar ao Brasil para resolver questões da academia da família. A volta não foi fácil, pois a família já havia se acostumado com a maneira de viver na Austrália, principalmente o filho que foi educado lá.

Mas mesmo assim continuou indo para os Estados Unidos para se aperfeiçoar, fazendo os melhores cursos. Depois de ficar por quase dois anos no pais, Renato e a família resolveram se mudar para a terra do Tio Sam, principalmente para estar perto dos criadores do CrossFit®️ e ter acesso mais fácil as suas atualizações.

E a principal diferença que notou foi a forma que os americanos encaram o esporte e uma mudança de olhar para ele. Renato percebeu que os americanos são supercompetitivos e por isso levam muito a sério a maneira de treinar, mesmo não participando de games, essa sempre foi a maneira de ver, mas que de uns dois anos para cá isso vem mudando, hoje o não estão tanto preocupados em performance, mas na saúde.

E a dica que ele dá é que os donos de boxs voltem esse olhar para esta fatia de mercado, para os 99% de praticantes que procuram uma box para fazer uma atividade física de alta intensidade funcional e que tenham bons resultados. Apenas 1% das pessoas vão ter condições em competir em alta performance.

É de olho nesses 99% do mercado que os americanos estão de olho, mudando o foco, voltados não somente para competição, aquele CrossFit®️ performance, de games, para ser alcançado por poucos, mas aquele que traz benefícios à saúde, bons resultados em perda de gordura e condicionamento.   

E também explica que para atender a este público há uma tendência nos boxs americanos em aliar outros tipos de treinamento funcional ao CrossFit®️. Ele também nos conta que a sua preferência é trabalhar com performance, com atletas de game, acompanhando a sua evolução, mas também não deixa de trabalhar com os simples mortais, tendo como lema: mudar a vida das pessoas através deste esporte. É preciso que estejam dispostas a mudarem o estilo de vida, vencendo o sedentarismo, a obesidade, as doenças cardiopatas, mas isso só é possível com a atividade física, e para ele que seja através do CrossFit®️.

Renato trabalha com desenvolvimento de atletas para que se tornem alta performance, através do Stronghold Cross Fit, por meio do trabalho de RX, intermediária e elite. Já teve ótimos resultados, conseguindo colocar 35 atletas no TCB, 3 nos regionais do Cross Fit e hoje conta com mais de 150 atletas que treinam com a Stronghold e também assessora donos de boxs.